Buscar
  • Mente Saudável

Violência Psicológica

Por Thaize Ribeiro CRP 13/9606



O que é a violência psicológica?


A violência psicológica acontece na tentativa de se aproveitar da fragilidade e vulnerabilidade emocional de um sujeito na tentativa de se aproveitar de seu estado psicológico. Pode acontecer deformas que podem ser consideradas apenas como “jeito de falar” “mal-entendido” “xingamentos” humilhações e até chantagem emocional.

Geralmente essas atitudes de violência são colocadas como uma característica de personalidade, por exemplo ser considerado de temperamento forte ou ser apenas um ciúme por amar demais ou excesso de cuidado e preocupação.

Esse tipo de violência tende a colocar a vítima numa posição de submissão, o agressor meche com a autoestima da sua vítima a fazendo sentir-se cada vez mais diminuída e ela por sua vez chega a considerar como verdade tudo que seu agressor fala ao seu respeito.



Mas como identificar atitudes de violência psicológica?


O agressor tende a se aproveitar do momento em que percebe que sua vítima está abalada emocionalmente e começa a atacar apontando erros, falhas, e aos poucos vai se tornando mais agressivo em sua fala, porem tudo é feito de maneira a confundir a vítima a fazendo se questionar e trazendo sobre uma culpa e responsabilidade por essa pessoa ter “perdido a paciência como se tivesse feito algo para provocar, até porque a intenção do agressor é realmente essa: fazer com que a vítima acredite nessa responsabilidade de causar a situação.

São atitudes como manipulação onde esse sujeito usa de chantagens para intimidar a vítima, por exemplo ameaças de termino do relacionamento ou induzir a se afastar de familiares e amigos se ama de verdade. No caso de crianças os agressores tendem a usar mais xingamentos e humilhações como dizer que a criança é burra e que não sabe fazer nada direito.

Utilizam de insultos em forma de piadas, brincadeiras fazendo a vítima se sentir ridícula e sem graça. Durante o relacionamento podem chegar a controlar tudo relacionado a vítima, suas finanças para onde vai e com quem está a limitando todo seu direito de ir e vir. O que mais acontece também é a distorção dos fatos e acontecimentos no intuito de fazer com a vítima duvida de seus pensamentos, essa tentativa de induzir memorias faz a vítima duvidar de si mesma sobre situações, passando a considerar apenas o que ele fala como sendo verdade.

É importante ressaltar que a violência psicológica não acontece apenas em relacionamentos amorosos, mas também em ambientes familiar e profissional.



Mas qual seriam as consequências de vítimas de tal violência?


A vítima passa a viver num ciclo de baixo autoestima, insegurança e dependência emocional. Ela não tem coragem de colocar um ponto final em sua relação de toxicidade. Se afasta de amigos e familiares e tende a se isolar ficando sem rede de apoio. Dúvida sempre de sua capacidade e busca sempre por aprovação de seu abusador.

Com o tempo, a vítima vai deixando de se preocupar consigo, vai perdendo a suas expectativas se achando sempre inferior, isso pode resultar em quadros depressivos e ansiosos.

Por não conseguir enxergar que vive uma situação de violência, essa pessoa dificilmente conseguira se afastar de relacionamentos ou do ambiente de trabalho e por essa razão as vítimas são vistas como alguém que gosta de estar assim e são sempre questionadas de o porquê viver dessa maneira.


Como ajudar alguém vítima de violência psicológica?


É imprescindível que a vítima possa contar com uma rede de apoio seja familiar ou de amigos que possam acolher essa pessoa em vez de julgá-la. Que possam demonstrar a essa pessoa através de exemplos como deve ser um relacionamento saudável. Orientar essa vítima a buscar o acompanhamento psicológico, pois só através da terapia ela poderá lidar com o que vivenciou e aprender a se amar novamente e assim identificar possíveis questões que a fizeram entrar nesse tipo de relacionamentos.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo